5 medidas de Temer e PSDB que tornam o Brasil uma “colônia” dos EUA

0
0

As 5 medidas do governo Temer/PSDB que podem tornar o Brasil uma colônia dos EUA na prática, diante do tabuleiro geopolítico mundial era estratégico para os EUA retomar influência na América Latina, quando vinha perdendo disputas na Síria e teve suas pretensões na Ucrânia barradas por Vladimir Putin. Com tais medidas o Brasil torna-se um país submisso aos interesses de Washington e Temer é apenas um boneco de ventríloquo nesse xadrez geopolítico em que os EUA busca fazer valer seus interesses contra Rússia e China e contra qualquer país que vá contra seus interesses imperiais.

 
Os principais beneficiários da abertura do pré-sal, que vale o equivalente a 8 trilhões de dólares segundo estimativas de especialistas, serão multinacionais americanas.

Não causa certo espanto que  The Wikileaks informou que José Serra do PSDB planejava entregar reservas estratégicas de petróleo aos EUA se vencesse Dilma em 2011 (Leia aqui) e coincidentemente o governo atual que chegou ao poder por meio de um golpe vai abrir o pré-sal  totalmente á Exxon, multinacional americana com sede no Texas (Leia aqui ).

Julian Assange afirmou que houve encontros na embaixada americana para tratar tanto do Impeachment de Dilma como da entrega do pré-sal

 


Petróleo é causa de guerra na Síria, Líbia e vários lugares do mundo, onde os EUA em nome da “liberdade” invadiu países.

A base de Alcântara no Maranhão tem posição privilegiada e próximo ao Atlântico sul e será entregue a norte-americanos podendo servir como base militar aos americanos, em caso de conflito com a Venezuela e até com a Rússia, pode parecer algo distante mas não tanto se tomarmos em conta as pretensões do atual presidente Trump. O Globo fala da entrega da base espacial de Alcântara aos EUA (Leia aqui )

Visto até como traição entre fileiras das forças armadas brasileiras, o mega exercício militar que será realizado no Brasil com os Mariners americanos e toda máquina de guerra estadunidense também pode ser um recado claro a Venezuela e outros países em que os EUA está disposto a usar da força para retomar influência política e econômica na América Latina, que a anos vinha sendo governada por governos de centro-esquerda e esquerda, além de marcar sua influência e busca por recursos naturais. Veja aqui reportagem que trata do exércicio militar americano na Amazônia: aqui 

 


Em episódio que fere a soberania e afirmação do Brasil como nação será liberada a venda de terras brasileiras a estrangeiros, isso beneficiaria principalmente multinacionais e estrangeiros que querem aproveitar o mercado de agropecuária brasileira, tomando o lugar de empresários nacionais, Temer usa isso também para se salvar e ganhar mais apoio do capital internacional como mostra Reportagem.

Foi publicado hoje no Diário Oficial o Decreto 8.957/2017, que mexe sensivelmente com vários setores, inclusive saúde, educação e tecnologia da informação. Esse decreto muda a redação da lista de áreas de “alto interesse nacional” atingidas pela Lei de Capitais Estrangeiros (Lei 4.131/1962).

Na prática, empresas controladas por capital estrangeiro passam a poder atuar em várias áreas, antes protegidas por não estarem claramente na lista de “alto interesse”. Essa mudança também permitirá que essas empresas estrangeiras tenham acesso a crédito de fundos e bancos públicos, além de usar esses bancos e o próprio Tesouro Nacional como garantidor.

Com essa medida setores antes protegidos da economia como defesa, ciência e tecnologia, saúde e educação serão alvos das multinacionais estrangeiras que por sinal tiveram americanos como grandes entusiastas da proposta, além disso as multinacionais contarão com empréstimos do BNDES para manter suas atividades no Brasil.

Leia também: Noruega usou seu petróleo para investir no seu povo, Brasil está entregando a multinacionais

Falandoverdades

Compartilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here